2014 - Auditoria chilena para avaliar sites de corporações municipais, por Consejo para la Transparencia

O relatório "Segunda fiscalización a Corporaciones Municipales'' do Consejo para la Transparencia (Conselho para a Transparência) analisa o conteúdo e a usabilidade de sites de 53 corporações municipais no Chile. Quatorze categorias foram avaliadas, as quais incluem 253 itens obrigatórios, 27 itens de melhores práticas e 22 itens relacionados à usabilidade. Os dados foram coletados entre 17 e 22 de janeiro de 2014.
Tema: 
Número de agências auditadas: 
53
Nível de cumprimento: 
45,73% (pontuação média de cumprimento dos itens obrigatórios) 65,61% (pontuação média de usabilidade - inclui habilidade para encontrar e usar informações)
País: 
Chile
Região: 
América Latina e Caribe
Tipo de Auditoria: 
Ativa
Autores: 
Consejo para la Transparencia
Ano em que a lei de transparência pública entrou em vigor: 
2009
Ano da auditoria: 
2014
Tema de política: 
Metodologia: 

Cada site foi avaliado segundo 14 cirtérios que incluem 253 itens obrigatórios segundo a lei de transparência. Para cada item, a auditoria avaliou:
- Informações atualizadas até o dia 10 de cada mês

- Consistência em relação à outras fontes

- Existência e operabilidade dos links contendo as informações consideradas obrigatórias pela lei

- Para critérios que incluem diferentes tipologias, uma delas foi selecionada para revisão. 

Usabilidade foi também avaliada através de 22 aspectos relacionados à facilidade, por parte do usuário, de encontrar e utilizar informações.
Vinte e sete aspectos de melhores práticas foram também avaliados, mas não constam no relatório. 

 

Condições experimentais: 

As instituições foram previamente notificadas de que o processo de avaliação iria acontecer. 

Tipo de autor: 
Organização pública
Auditoria criada pela FGV: 
No
Poder estatal ou tipo de entidade auditada: 
Níveis de governo auditados: