2014 - Auditoria chilena de transparência nos municipios, por Fundación Pro Acceso

O relatório "Monitoreo Barreras de acceso a la información pública en municipios 2014" contém os resultados de uma avaliação de transparência passiva realizada e 345 municípios chilenos, focada na identificação de barreiras para o envio de pedidos de informação. Para a realização do estudo, foi enviado um pedido de informação a cada município, entre 28 de março e 25 de abril de 2014.
Região: 
América Latina e Caribe
Número de pedidos: 
345
Tipo de Auditoria: 
Passiva
Autores: 
Fundación Pro Acceso
Ano em que a lei de transparência pública entrou em vigor: 
2009
Ano da auditoria: 
2014
Tema de política: 
Metodologia: 

A auditoria se concentrou na identificação e análise das barreiras que os cidadãos enfrentam no momento de enviar pedidos de acesso à informação. Para isso, foi enviado um pedido a cada um dos 345 municípios chilenos, primeiro via internet, e em casos que não foi possível, via e-mail, e nos casos em que não se pode enviar por este meio, foi enviado via correio postal. Para a identificação das barreiras de acesso, foi aplicado um questionário com 67 perguntas.

Condições experimentais: 

Não informado.

Meio de envio do pedido de acesso à informação: 
Página web
E-mail
Carta
Number Of Agencies Audited (Passive): 
345
Tipo de autor: 
ONG
Auditoria criada pela FGV: 
No
Poder estatal ou tipo de entidade auditada: 
Níveis de governo auditados: 
Número de pedidos: 

Foi enviado um pedido de informação a cada município.