2012 - Auditoria chilena de dados pessoais, por Fundacíon Pro-Accesso

A auditoria 'Protección de Datos Personales en el Sector Público' da Fundacíon Pro-Accesso (Fundação Pró-Acesso) na edição de 2012 enviou 196 solicitações de acesso à informações, uma a cada organismo público da administração federal. 
País: 
Chile
Região: 
América Latina e Caribe
Número de pedidos: 
196
Tipo de Auditoria: 
Passiva
Autores: 
Fundación Pro-Acceso
Ano em que a lei de transparência pública entrou em vigor: 
2009
Ano da auditoria: 
2012
Tema de política: 
Metodologia: 

O estudo busca, através das 196 solicitações,  identificar se as instituições com com base de dados pessoais possuem um sistema de segurança que assegure a privacidade dos dados.

Condições experimentais: 

Os pedidos foram enviados 92% enviados por email e 8%  correios, o objetivo desta escolha foi verificar se as instituições contam com base de dados pessoais.

Número de respostas: 
128
Pedidos negados (de forma oral ou escrita): 
5
Number Of Agencies Audited (Passive): 
196
Tipo de autor: 
ONG
Auditoria criada pela FGV: 
No
Poder estatal ou tipo de entidade auditada: 
Níveis de governo auditados: 
Número de pedidos: 

Um pedido foi enviado para cada órgão.